OUTONO
Eri Paiva

Tudo, na vida, é como, cada um, vê e sente,
Ou como, cada um, aprendeu a olhar...
O outono, que da natureza, é um presente,
Incomoda alguns, a outros, faz acalmar.

Há quem só tristeza vê, nesta estação,
De noites, além de prolongadas, frias;
De cinzentos e curtos dias, folhas ao chão,
Das árvores, como sem vida, sombrias!

Quem à aparência se prende, por certo diria,
Uma estação, sem graça, sem beleza!
Um tempo tedioso, de ociosidade e moleza,
Alimentando vãos momentos de melancolia.

Outono! Lição de desapego e desnudamento,
Tempo de deixar ir o que não mais convêm!
Até os esforços em favor do próprio crescimento
Deixe-os ir! Buscar novos, revitaliza e faz bem.

Outono! Um tempo de amadurecimento,
Não só dos frutos, mas da vida como é feita:
Dispor-se a rever o que da vida fizemos,
É antever, na próxima estação, qual nossa colheita.

Veja-se o Outono, em sua plenitude,
Um sutil e generoso convite à introspecção!
Em manhãs cinzentas, uma doce quietude,
Faz a alma sábia e mais feliz o coração!
 

 

 

Eri Paiva®
todos os direitos reservados
Maio/2016

 

 

Deixe seu recadinho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Webmaster e designer Teka Nascimento
Copyriht© Teka Nascimento - 2016
Lençois Paulista-SP- BR
Todos os direitos reservados®